quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Mulher de iMoro Embrulha a Mídia Amiga

Por Kiko Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo:


O desabafo de Rosângela Moro contra a imprensa

A mulher de Sergio Moro criticou a imprensa em sua conta no Instagram .

Rosângela postou a foto de um cacho de bananas em cima de uma edição da Folha.

A legenda: “Imprensa… para o bem e para o mal. Separam o joio do trigo e publicam o joio.”

Rosângela está brava com a revelação de que o marido recebe auxílio moradia apesar de viver a três quilômetros do lugar onde trabalha na Justiça Federal do Paraná.

A advogada estava tão contrariada que se deu ao trabalho de pesquisar uma capa do jornal em comemoração a seus 95 anos para fazer sua montagem. Ódio no coração.

Certamente pensou inicialmente em algo mais malcheiroso que o fruto partenocárpico, mas se conteve (o marido a deteve, talvez?).

Rosana não suportou um dia de noticiário destoante da bajulação de sempre da mídia amiga e abriu o bico.

É evidente que dói nela mais do que em Lula, que apanha desde 1979 e nos últimos cinco anos foi acusado de todas as barbaridades possíveis e impossíveis pelos jornais em conluio com Moro.

Ela não esperava virar vidraça jamais.

Rosângela está começando a ver que a festa acabou. Adeus capas de revista, adeus entrevistas, adeus premieres com tapetes vermelhos.

Nem Merval Pereira estendeu a mão nesse momento. Ao contrário, acusou Moro de ter usado um “argumento tosco” para se explicar do penduricalho.

Seu lamento soa um pouco como o de Norma Desmond, a atriz decadente de “Crepúsculo dos Deuses”, ao falar de seu esquecimento. “Não fui eu quem diminuí - os filmes é que ficaram pequenos”, diz ela, os olhos perdidos.

Rosângela e Sergio foram transformados em celebridades. O problema é que acreditaram que isso fosse verdade. Por isso machuca quando um velho parceiro sai do script.

A fila anda. É hora de encarar Sergio e lembrar: “Sempre teremos Curitiba”.

Nenhum comentário: